quarta-feira, 4 de setembro de 2013

CALDO VERDE


O Caldo Verde é uma sopa típica da culinária portuguesa, e como nós brasileiros fomos colonizados por portugueses, é claro que herdamos inúmeros pratos da culinária lusitana.

Não sei até que ponto essa minha receita é tradicional, mas acredito que não há problemas se houver variações, pois mesmo entre os portugueses deve haver diferenças na forma de preparo.

É uma sopa fácil de fazer e que sustenta muito.

Para quem não gosta, ou é vegetariano, pode retirar a linguiça e continuará tendo um prato de CALDO VERDE..rs...eu mesma, quando não tenho a disposição aqui em casa, preparo sem, ou uso um pouco de bacon defumado.

Aliás, vou passar a receita como eu faço, sem nenhum óleo, principalmente quando coloco a linguiça ou o bacon, que já são bastante gordurosos.


Ingredientes:


  • 1 kg de batatas
  • Água
  • 1 cebola pequena ralada
  • 1 linguiça tipo calabresa cortada em rodelas
  • Sal a gosto
  • 5 folhas grandes de couve picada em tiras finas


Modo de preparo:

Descasque e cozinhe as batatas em água suficiente para cobri-las.


Se quiser fazer de um jeito mais tradicional, quando as batatas estiverem bem macias, você irá passa-las no espremedor de fazer purê, sem desprezar a água do cozimento, que já ficará para a sopa. Você também pode deixar cozinhar até desmanchar e depois com uma colher, apertar os pedaços que ficaram, ou pode bater no liquidificador ou com o mixer direto dentro da panela.

O importante é que desmanche bem (sei de pessoas que gostam quando ela fica com pedaços).

Coloque a linguiça e a cebola e também mais um pouco de água, para deixar mais ralo, pois você tem que deixar ferver para a linguiça soltar o sabor.

Depois de um tempo de fervura, ela estará mais grossa e com o gosto da linguiça, só então você deve provar o sabor para saber quanto irá colocar de sal. Coloque aos poucos e vá provando. Existem diferenças no sabor das linguiças e bacon, umas marcas são mais salgadas que outras, por isso só se acerta o sal no final.

Por último, coloque a couve picada, e não deixe ferver muito tempo para que ela não perca a cor e nem fique muito mole.

Tradicionalmente, o caldo verde é servido com um fio de azeite de oliva direto no prato, o que dá um perfume irresistível.





4 comentários:

  1. Olá Sérgia!
    Tinha que comentar esta receita.;)
    Realmente não foge muito à que se faz em Portugal. As receitas variam, mas variam pouco no caso desta sopa, que é muito básica. Não deve levar cenoura, por exemplo, ou outros legumes que dêem cor.
    Em minha casa cozem-se as batatas e a cebola, desfaz-se tudo com a varinha mágica e junta-se a couve, como explicaste. Mesmo antes de desligar o lume, junta-se um dente de alho muito picadinho, que dá um sabor óptimo. :) Há quem coza a chouriça no caldo verde e quem a ponha só na mesa, num pratinho, para quem quiser.

    Beijinho e bom fim-de-semana!
    Olivia

    omundopelaboca.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Olivia!
      Fiquei curiosa: A "varinha mágica" a que você se refere, seria o mixer?? Este aparelho tem esse nome aí ou seria um "apelido"?..rs
      Ah! Quando preparo esta sopa para muitas pessoas, também faço a linguiça a parte, já que tem pessoas que acham que fica muito gorduroso ou não gostam mesmo..rs
      Beijos

      Excluir
  2. Varinha mágica é mesmo o nome que toda a gente dá em Portugal.:) Eu acho que mixer, aqui, é um electrodoméstico com um copo com laminas, onde se colocam alimentos para triturar. A varinha mágica segura-se na mao e tritura directamente as coisas na panela ou num copo grande. É o que mais usamos para fazer sopas.

    Beijinhos*
    Olivia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sua 1ª descrição aqui se parece mais com o liquidificador. O que chamamos de mixer seria o que vocês chamam de "varinha mágica", mas existem alguns que você pode acoplar um batedor orbital ou um copo também.
      Eu pretendo fazer umas postagens mostrando os utensílios de cozinha, pois já que os bolgs são vistos por pessoas em todo mundo, e os nomes são diferentes para as mesmas coisas, acho que vai ser interessante.

      Excluir

Quer comentar? Escreva aqui.